Menu

Clinica Veterinária

Início Opinião Gestão espiritualista Planejamento para 2024
Gestão espiritualista

Planejamento para 2024

É hora de imaginar, analisar e planejar, para criar referências e poder emanar o rumo e os resultados que desejamos

Matéria escrita por:

Celso Morishita

11 de jan de 2024

YANGCHAO YANGCHAO

O ano de 2023 terminou dando a nítida sensação de que passou muito rápido. Adentramos 2024, e é hora de refletir e planejar, definir propósitos, objetivos, metas, na vida, no trabalho e na família. Não controlamos o tempo, portanto resta-nos alinhar nosso ritmo à dinâmica do momento, rever nossas atividades e tentar evitar a sensação de “termos perdido o tempo das coisas” – segundo alguns pesquisadores, em 2024 aumentarão a frequência vibratória do planeta e também a sensação do tempo escorrendo rápido.

Planejar este novo ano exige primeiro refletir sobre 2023 quanto à prosperidade, à saúde e à harmonia, e também quanto aos nossos sucessos, realizações, dificuldades, mudanças, atitudes, sentimentos, determinação e procrastinação (nesse sentido, vale a pena ler o artigo “Causas e efeitos – sintomas da vida”, publicado na edição 167 de novembro/dezembro de 2023 – https://www.revistaclinicaveterinaria.com.br/opiniao/gestao/causas-e-efeitos-sintomas-da-vida/). Vivemos uma era de grandes mudanças no planeta, com situações climáticas antes inimagináveis, frio e calor intensos, inundações e secas em locais insuspeitos, ciclones e terremotos. Pesquisadores constatam alterações no planeta – a frequência Schumann de 7,8Hz passou a ter picos ao longo do dia, chegando a ultrapassar 40Hz, e há alterações no polo magnético e chuvas de fótons, de consequências ainda pouco conhecidas. Em meio ao tumulto das grandes mudanças próprias da Era de Aquário, fazer um bom planejamento para 2024 requer alguma antevisão dos cenários da economia, da política, das questões sociais e ambientais. A credibilidade em crise da grande mídia impõe buscar informações em fontes alternativas, menos afetadas por narrativas tendenciosas.

O mercado financeiro também se agita, com grandes bancos mundiais fechando agências, alguns falindo, lançamentos de moedas digitais lastreadas em ouro, o petrodólar em queda brusca, não sendo mais aceito pelos principais países do Oriente Médio, e o sistema financeiro quântico ganhando terreno, expurgando possibilidades de ganhos por meios ilícitos. O grande centro de poder liderado pelos Estados Unidos migra aos poucos para os países do grupo Brics. Atos incorretos são desmascarados, e é maior o número de pessoas com discernimento crítico dos fatos e alguma expansão da consciência. 

Quanto à sustentabilidade, práticas corretas de resgate da natureza são cada vez mais exigidas pela sociedade e por organismos internacionais de regulação, impulsionando uma governança de empresas com práticas éticas e retorno social efetivo. Há aspectos promissores, com novas tecnologias trazendo grandes avanços em tratamentos de saúde e a utilização de inteligência artificial em larga escala em diversos setores, além da robotização de trabalhos insalubres para seres humanos.

­

Créditos: Vinicius Tupinamba

­

Mas vemos também nesta nova era uma maior espiritualidade e a valorização da prática de princípios universais – como emanar sentimentos positivos para atrair resultados benéficos. A atitude mais sensata em meio a essa grande instabilidade é a busca de serenidade interior e a profunda reflexão pessoal, individual, no âmbito do negócio ou do trabalho de cada leitor, para que, ao planejar 2024, haja destaque para o bem comum e a consideração do bem-estar do próximo, com determinação e perseverança; a busca de harmonia no desenvolvimento da personalidade, com atitudes, comportamentos, sentimentos e uso de palavras sempre positivas que contenham a essência do amor, da compaixão, da gratidão e do perdão. Esse é o melhor antídoto para os males atuais e deve ser a tônica do nosso planejamento para enfrentar a imprevisibilidade atual. A era da espiritualidade pede que se passe da competição para a cooperação; do ego para o altruísmo; da guerra para a paz; de ser servido para o servir ao próximo.

Seja qual for o seu planejamento, trata-se antes de mais nada de evitar o imobilismo, de não se deixar levar pelo andamento da carruagem. Refletir e planejar, minimamente que seja, é ainda mais importante em 2024. Precisamos desse norte, dessa referência que indique se o nosso rumo é correto, para podermos corrigi-lo a tempo, a cada momento, e assim obter os resultados planejados.

Um ótimo planejamento!

 

 

 

 

 



Leia também

Gestão espiritualista Causas e efeitos – sintomas da vida
Gestão espiritualista Elogiar ou julgar
Gestão espiritualista O trabalho e suas virtudes