Menu

Clinica Veterinária

Início Notícias Especialidades Patologia clínica Dermatite necrolítica superficial canina – revisão
Patologia clínica

Dermatite necrolítica superficial canina – revisão

Créditos: vsualx Créditos: vsualx

Clínica Veterinária, Ano XXVI, n. 152, p. 46-52, 2021 DOI: 10.46958/rcv.2021.XXVI.n.152.p.46-52

Resumo: A dermatite necrolítica superficial canina (DNS) é uma doença progressiva, um distúrbio cutâneo debilitante comumente associado a anormalidades hepáticas. É erosiva, com distribuição multifocal, geralmente nos coxins, nas junções mucocutâneas e nas extremidades dos membros. A etiopatogenia em cães não é conhecida, podendo estar relacionada a enfermidade hepática, micotoxicose e uso de drogas anticonvulsivantes. Manifesta-se de forma insidiosa, sobretudo em cães adultos, sem predisposição racial ou sexual. A terapia consiste na melhora da qualidade de vida e sobrevida dos animais; grande parte deles evolui a óbito poucos meses após o estabelecimento do diagnóstico, independentemente do tratamento proposto.

Unitermos: hepatopatia, cães, dermatite, necrose

Abstract: Canine superficial necrolytic dermatitis (SND) is a progressive debilitating skin disorder commonly associated with liver abnormalities. It is an erosive skin disease with multifocal distribution, usually in the foot pads, mucocutaneous junctions and extremities of the limbs. The pathogenesis of SND in dogs is not known, and may be related to liver disease, mycotoxicosis and use of anticonvulsant drugs. SND manifests itself insidiously, especially in adult dogs, with no breed or gender predisposition. Therapy is supportive, improving the animal’s quality of life and survival time, with most animals dying within a few months of diagnosis, regardless of the proposed treatment.

Keywords: liver disease, dogs, dermatitis, necrosis

Resumen: La dermatitis necrolítica superficial de los perros (DNS) es una enfermedad cutánea progresiva y debilitante frecuentemente relacionada con alteraciones hepáticas. Provoca lesiones erosivas multifocales, que se localizan generalmente en almohadillas plantares, uniones mucocutáneas y extremidades de los miembros. La etiología es desconocida, aunque se la puede relacionar con enfermedades hepáticas, micotoxicosis y el uso de anticonvulsivantes. Se manifiesta en forma insidiosa, sobretodo en perros adultos, y no tiene predisposición por raza o sexo. El tratamiento consiste en mejorar la calidad de vida y conseguir una mayor supervivencia de los pacientes, muchos de los cuales mueren pocos meses después del diagnóstico, independientemente del tratamiento realizado.

Palabras clave: hepatopatía, perros, dermatitis, necrosis

Introdução

A dermatite necrolítica superficial canina (DNS) é uma doença progressiva, um distúrbio cutâneo debilitante comumente associado a anormalidades hepáticas 1,2. O termo síndrome hepatocutânea (SHC) se refere à condição em que uma hepatopatia concomitante está presente 3,4, e os termos eritema necrolítico migratório (ENM) e necrose epidérmica metabólica (NEM), à doença cutânea propriamente dita 2,5. O termo eritema necrolítico migratório (ENM) é utilizado na medicina humana 6.

Em seres humanos é uma enfermidade rara, que acomete anualmente um em cada 30 milhões de indivíduos, considerada uma síndrome paraneoplásica, constituindo um marcador cutâneo de neoplasias pancreáticas produtoras de glucagon. Entretanto, também tem sido diagnosticada em pacientes com cirrose hepática, pancreatite, doença de Crohn, doença de Bowen, doença celíaca e outras enfermidades inflamatórias intestinais que cursam com síndromes de má absorção e com tumores gastrintestinais neuroendócrinos. Cerca de 90% dos casos de ENM são secundários a hepatopatias graves, sendo por essa razão classificados como síndrome hepatocutânea 7. O aumento do glucagon pode ocorrer após um trauma, grandes queimaduras, cetoacidose diabética, jejum prolongado e cirrose, e nenhum desses casos está associado ao ENM em seres humanos. A deficiência de aminoácidos, proteínas, ácidos graxos essenciais e zinco também pode estar entre as causas de ENM, uma vez que as alterações histológicas encontradas nesses estados são muito semelhantes às do ENM 8.


Conteúdo exclusivo para assinantes

Seja um dos milhares de leitores que se beneficiam dos conteúdos da Clínica Veterinária

Acompanhamos sua jornada de autoconhecimento e evolução

Assine agora e junte-se à nossa comunidade

Mais assinado

Digital

R$115,00

Ou escolha o seu plano

Assinatura digital, diretamente do nosso acervo com todas as edições publicadas, desde o nº 1.

Assinatura digital, diretamente do nosso acervo com todas as edições publicadas, desde o nº 1.

Assinatura digital, diretamente do nosso acervo com todas as edições publicadas, desde o nº 1.

Assinar

Atualização científica e divulgação de informações para o médico-veterinário de pequenos animais

  • Principal publicação científica de educação continuada do setor no país.
  • Há 29 anos, o veículo de referência para o médico-veterinário de pequenos animais.
  • Indexada no Zoological Records CAB Abstracts, Latindex e Web of Science.
  • Periodicidade bimestral, publicada na versão  digital.
  • Cobre as diversas especialidades da clínica veterinária de pequenos animais como dermatologia, cardiologia, neurologia, nefrologia, reprodução, endocrinologia, oftalmologia, incluindo também bem-estar animal, saúde pública, zoonoses, medicina veterinária de desastres medicina veterinária do coletivo, ecologia, animais silvestres, entre outras.
  • Opção de assinatura digital. O leitor tem acesso ao conteúdo digital completo dos 28 anos de publicação.
  • A cada nova edição bimestral, conteúdos importantes e atualizações para seu dia-a-dia profissional.

 

Estudantes de Medicina Veterinária: Atenção!!!!

Estudantes de medicina veterinária possuem CUPOM de 30% de desconto. Antes de concluir a compra, favor enviar um comprovante estudantil (carteirinha, um boleto atual ou uma certidão, válido para estudantes de graduação, pós-graduação, doutorado ou mestrado do curso de medicina veterinária) para o seguinte e-mail:  [email protected]    ou Whatsapp:  (11) 98250-0016

Após o envio e confirmação, você receberá o cupom para finalizar sua compra.

Revista Clínica Veterinária.

Já é assinante? Clique e entre na sua conta!