Clínica Veterinária 144

R$ 40,00

CIRURGIA: Resolução cirúrgica de eventração inguinal em tartaruga terrestre argentina (Chelonoidis chilensis) – relato de caso
ORTOPEDIA:
Neurólise química acetabular em um cão com displasia coxofemoral
CLÍNICA:
Erliquiose felina – revisão de literatura

ASSINANTE DO ACERVO DIGITAL?
CLIQUE E ACESSE

Descrição

 

Artigos científicos presentes na Clínica Veterinária n. 144, janeiro/fevereiro-2020, ano XXV:

 

CIRURGIA
• Resolução cirúrgica de eventração inguinal em tartaruga terrestre argentina (Chelonoidis chilensis) – relato de caso

Autores
Juan Carlos Troiano; Diego Federico Blanco, Matias Eugenio Sclocco, Francisco Antonio Bava

Resumo
A eventração, que pode se produzir em qualquer local do abdômen, é caracterizada pela ausência do saco herniário, em função de rompimento do peritônio, e pela presença da pele. No presente caso se descreve uma eventração inguinal esquerda crônica associada a uma deformação da diáfise femoral do membro direito num exemplar de tartaruga terrestre argentina fêmea de 30 anos de idade. A paciente foi remetida a consulta em função da existência de uma deformação mole e não dolorosa na fossa lombar esquerda e de claudicação de terceiro grau no membro posterior direito. O diagnóstico da presença de eventração de um dos lóbulos da bexiga e de alças de oviduto foi obtido com ajuda de exame ultrassonográfico. Este artigo descreve o procedimento anestésico e a técnica cirúrgica utilizada para a abordagem à cavidade celomática pela fossa lombar esquerda, assim como a resolução do defeito na parede celomática que o animal apresentava.

Unitermos
cirurgia, hérnia, quelônios, testudines


ORTOPEDIA
• Neurólise química acetabular em um cão com displasia coxofemoral

Autores
Pierre Barnabé Escodro; Marcia Kikuyo Notomi, Raquel C. A. Collado, Jackellyne L. F. Lins, Rayane C. M. Nascimento

Resumo
O objetivo deste artigo foi relatar o uso de uma suspensão etanólica neurolítica (CNE) para promover a dessensibilização química acetabular em um cão com displasia coxofemoral (DCF). Um macho dogo argentino apresentava havia 120 dias DCF não responsiva aos tratamentos conservadores de rotina, com dor e claudicação. A neurólise química acetabular foi realizada por meio do uso de uma CNE na região acetabular, em aplicação única. Os graus de sensibilidade (GS) e claudicação (GC) foram observados 24, 48, 72 e 96 horas e 15, 30, 60, 90, 120, 150 e 180 dias após o procedimento. O uso do CNE na inervação da cápsula articular do quadril promoveu a abolição da claudicação sete dias após a aplicação, ainda efetiva aos 180 dias. Essa técnica ainda requer estudos mais aprofundados, mas demonstra boas perspectivas como opção terapêutica no controle doloroso causado pela DCF.

Unitermos
cão, displasia canina coxofemoral, osteoartrite, neurolíticos, tratamento da dor


CLÍNICA
• Erliquiose felina – revisão de literatura

Autores
Maria G. M. S. Solis; Marcelo de Souza Zanutto

Resumo
A erliquiose é uma doença infecciosa transmitida por carrapatos, causada por uma bactéria da família Anaplasmataceae que pode infectar mamíferos. No Brasil, a erliquiose canina causada pela Ehrichia canis é considerada endêmica em algumas regiões, sendo a sua transmissão feita por meio de vetores, principalmente o Rhipicephalus sanguineus. Já no que se refere aos gatos, essa informação é pouco conhecida, pois faltam pesquisas, padronização de testes diagnósticos e conscientização dos médicos-veterinários sobre a importância da doença nessa espécie; contudo, sugere-se que o curso da enfermidade seja semelhante ao do cão. O presente trabalho tem como objetivo realizar uma revisão de literatura sobre a erliquiose felina, relatando a sua etiopatogenia, e os métodos de diagnóstico, tratamento e profilaxia dessa doença.

Unitermos
felinos, hematologia, doença infecciosa, zoonose


Artigos de opinião

 

Medicina veterinária de desastres
• Simpósio de medicina veterinária de desastres promove a qualificação profissional

Medicina veterinária do coletivo
• “Efeito de ilha”: impacto das ações antrópicas nas zoonoses
• Medicina de abrigos – desafios e avanços no Brasil
• Criação comercial de animais de companhia no Brasil

Bem-estar animal
• Lacen/PR se torna o primeiro laboratório de saúde pública do Brasil a não usar animais de laboratório
• Proteção Animal Mundial – mobilizando o mundo há 50 anos para proteger os animais
• Controle da leishmaniose visceral canina – um enfoque no bem-estar animal

Eventos
• XX Simpósio Internacional de Leishmaniose Visceral Canina
• Reabilitação em pequenos animais

Tecnologia da informação
• Informática na medicina veterinária

Gestão
• A poderosa força do sentimento no trabalho

Lançamentos
• Vetnil lança Furosin® para pets

Agenda
• Cursos, palestras, semanas acadêmicas, workshops, congressos, nacionais e internacionais

Informação adicional

Peso 300 g
Dimensões 28 × 21 × 0.5 cm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique tranquilo! Nosso serviço de entrega vai continuar, apesar do COVID-19. Dispensar

0

Your Cart