Clínica Veterinária n. 139

R$ 40,00

Oncologia:  Biópsia líquida e suas aplicações em medicina veterinária – revisão
Diagnóstico por imagem: Diagnóstico ultrassonográfico das afecções articulares em cães – revisão

ASSINANTE DO ACERVO DIGITAL? CLIQUE E ACESSE

Descrição

Artigos científicos presentes na Clínica Veterinária n. 139, março/abril, ano XXIV:

ONCOLOGIA: Biópsia líquida e suas aplicações em medicina veterinária – revisão

Autores: Victor Nowosh; Cristina de O. M. S. Gomes

Resumo: A biópsia líquida é uma ferramenta diagnóstica e prognóstica já aplicada em diversos estudos com pacientes oncológicos humanos, apresentando potencial para aplicação em oncologia veterinária. Ela se baseia na detecção de produtos tumorais variados na circulação e apresenta a vantagem de ser realizada a partir de amostra de sangue e de ser pouco invasiva ao paciente, permitindo a análise do tumor em tempo real e complementando as informações da biópsia tecidual. Nesta revisão, são abordados os conceitos gerais de biópsia líquida, suas diferentes metodologias e os diferentes produtos tumorais, incluindo células tumorais circulantes, ácidos nucleicos,englobando o DNA, micro-RNA e RNA mensageiro tumorais e exossomos. São abordadas as utilidades da biópsia líquida como ferramenta prognóstica, diagnóstica,preditiva e de direcionamento de tratamento já aplicadas em estudos de medicina humana, bem como as limitações e desafios à sua implementação em larga escala.A biópsia líquida é uma ferramenta pouco conhecida em medicina veterinária até o momento, com escassos estudos publicados.

Unitermos: células tumorais circulantes, DNA tumoral circulante, exossomos tumorais, micro-RNA, produtos tumorais circulantes, RNA mensageiro


Diagnóstico por imagem: Diagnóstico ultrassonográfico das afecções articulares em cães – revisão

Autores: Luanna F. Fasanelo Gomes; Stefano C. Filippo Hagen

Resumo: A  ultrassonografia  não  é  utilizada  com  frequência  na  avaliação músculo esquelética de cães. Em pacientes humanos, o uso dessa modalidade de imagem tem demonstrado sua importância no diagnóstico e na monitoração das afecções musculoesqueléticas durante as últimas três décadas. A ultrassonografia permite identificar as diferentes estruturas anatômicas envolvidas com as articulações e  detectar  alterações  patológicas  em  tendões,  ligamentos,  cápsula  e  cartilagem articular, menisco e superfícies ósseas. A dependência das habilidades do operador e a dificuldade de acesso a determinadas estruturas são as principais limitações dessa modalidade.  Porém,  sua  disponibilidade  e  seu  baixo  custo  podem  torná-la  parte importante da avaliação das alterações musculoesqueléticas em cães.

Unitermos: ultrassom, musculoesquelético, pequenos animais


Artigos de opinião

Medicina veterinária do coletivo
• Eu aqui na praça dando milho aos pombos… e sendo multado

Medicina veterinária de desastres
• A medicina veterinária de desastres em Mariana e Brumadinho

Bem-estar animal
• Todos contra a caça!

Ética
• Erros e incidentes na prática veterinária
• Processo ético profissional

Ensino
• O paradoxo da medicina veterinária

Gestão
• Empreender é servir

Lançamentos
Vetoquinol lança Marbocyl P, moderno antibiótico para cães e gatos à base de marbofloxacina
• Projeto “Vem pra sala de aula” compartilha informações reais e material técnico-científico

Informação adicional

Peso 300 g
Dimensões 28 × 21 × 0.5 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Clínica Veterinária n. 139”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0

Your Cart