Notícia

Secretaria Executiva dos Direitos dos Animais e Grupo de Resgate de Animais em Desastres trabalham em conjunto após fortes chuvas no Recife

Ação está auxiliando tutores e animais em situação de vulnerabilidade nas áreas atingidas no último fim de semana


A Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria Executiva dos Direitos dos Animais (Seda), consolidou parceria com o Grupo de Resgate de Animais em Desastres (Grad), organização que promove ajuda aos animais em circunstâncias de vulnerabilidade provocadas por desastres.


No dia 30 de maio, a Seda e o Grad-Brasil foram acionados para ajudar o resgate no Abrigo Planeta Patinhas, no bairro do UR-11, Ibura. A cadelinha Gra é uma sobrevivente que foi desenterrada viva pelos voluntários. Os demais animais foram encontrados mortos ou estão desaparecidos. Ainda no local, Gra teve os primeiros atendimentos realizados por médicos-veterinários voluntários e da Seda. Após uma avaliação, constatou-se fratura no membro anterior direito. Em uma ação da Seda com clínicas veterinárias parceiras, foram realizados os exames necessários no animal. A sobrevivente agora passará por cirurgia e continua sendo acompanhada pela equipe da Seda.


No dia 31 de maio, acompanhado por servidores da Seda, o Grad-Brasil esteve no bairro de Areias, uma das áreas atingidas pelas fortes chuvas dos últimos dias. No local foi feito o levantamento das necessidades dos tutores, como pedidos de ração ou medicamentos para os animais, além de orientações acerca de possíveis zoonoses.


"A Seda tem um papel fundamental diante dessa tragédia em curso, que é o de dar assistência aos animais. Buscamos parceria com um grupo especializado nesse tipo de resgate. Eles têm expertise e estão conosco desempenhando esse serviço essencial. Sabemos que a prioridade é o bem-estar das pessoas, mas os animais não podem ser deixados de lado", pontuou o secretário-executivo da Seda, Geraldo Carvalho.


O secretário ainda reforçou que é comum as famílias em situação de vulnerabilidade resistirem a deixar as áreas de risco, também por conta dos seus animais. "Os tutores e seus animais estão sendo acolhidos nos abrigos emergenciais montados pela Prefeitura", acrescentou. Os pontos de doação localizados na Prefeitura do Recife, no Sítio Trindade e no Parque Dona Lindu também estão preparados para receber rações e medicamentos. Esses itens serão recolhidos conforme demanda e distribuídos de acordo com o levantamento feito pela Seda.


A coordenadora do Grad-Brasil, Marilym Nascimento, explicou que, além do resgate, a organização também atua com protocolos sanitários. "Atuamos na mitigação de possíveis zoonoses que venham a surgir por conta das chuvas, como leptospirose, raiva e leishmaniose, entre outras. Nossa função no atendimento das famílias é agregar, para que os animais não virem um problema pós-desastre", disse. O grupo é especializado em situações emergenciais e atuou em eventos como as recentes tragédias em Petrópolis, RJ e Brumadinho, MG.


Os atendimentos no Hospital Veterinário do Recife Robson José Gomes de Melo (HVR), situado no bairro do Cordeiro, seguem normalmente. Consultas e procedimentos devem ser agendados junto à Secretaria Executiva dos Direitos dos Animais pelo telefone 4042-3034. O mesmo número também funciona para denúncias.


Fonte: Gabinete de Imprensa da Prefeitura do Recife