Bem-estar animal

Efeitos da extrapolação do manejo de cães e gatos no bem-estar dos coelhos domésticos

É fundamental conhecer as particularidades da espécie e suas enfermidades


O intuito do artigo publicado na edição 158 da revista Clínica Veterinária é destacar os efeitos danosos de aplicar aos coelhos os manejos associados a cães e gatos.


Para promover um manejo amigável e coerente com os pilares do bem-estar dos coelhos domésticos é essencial conhecer as necessidades específicas dos coelhos, como tipo de ambiente ideal, dietas ricas em gramíneas, comportamentos normais, a necessidade de companhia de mesma espécie.


Também é fundamental saber como proceder em relação a avaliações de saúde e à detecção da dor em coelhos, os tipos de piso e caixa sanitária adequados, medicamentos, medidas preventivas, protocolos de vermifugação, vacinação e controle de ectoparasitas, especificidades de castração, transporte em viagens, banho e tosa, coleira e passeios.


O médico-veterinário, enquanto profissional que tem autoridade para explicar ao tutor as consequências de cada atividade para o bem-estar do coelho e assim promover o bem-estar da família multiespécie, deve buscar se capacitar e entender as características e necessidades dessa espécie, além da formação acadêmica que em nosso país é voltada para animais de produção, portanto insuficiente para animais de companhia.



Veja os detalhes do artigo e acompanhe todas as demais matérias da edição!


Acesse ou assine a revista Clínica Veterinária

https://revclivetsite.azurewebsites.net/Account/Logon