Notícia

A importância do médico-veterinário na saúde ambiental

O lixo e suas implicações na saúde única


O lixo urbano produzido e descartado de maneira inadequada pode provocar proliferação de animais transmissores de doenças, como os ratos no caso da leptospirose.


O artigo publicado na edição 158 da revista Clínica Veterinária mostra a contribuição do médico-veterinário no controle das zoonoses ao observar as demandas de saúde da população e as condições ambientais que tenham sido modificadas e gerado condições favoráveis para a emergência e a reemergência de vetores de doenças infecciosas e epidemiologicamente mais complexas.


Embora esse seu papel não seja conhecido pela população em geral, o médico-veterinário é fundamental também na saúde ambiental e no equilíbrio dos ecossistemas.


O contínuo trabalho de vigilância e educação ambientais promove o destino adequado de resíduos, evitando contaminação ambiental e proliferação de vetores vertebrados e invertebrados causadores de agravos e doenças.


Além disso, capacita-o a ser o profissional articulador da saúde única, uma vez que sua atribuição exclusiva na saúde animal auxilia de forma direta a saúde humana e a saúde ambiental.


Veja os detalhes da matéria e acompanhe todos os demais artigos da edição!


Acesse ou assine a revista Clínica Veterinária

https://revclivetsite.azurewebsites.net/Account/Logon