e-SISBRAVET – Emergências Veterinárias

Sistema Brasileiro de Vigilância e Emergências Veterinárias (e-Sisbravet) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) está no ar desde o dia 1° de janeiro de 2020. Pelo sistema, é possível acompanhar medidas adotadas em uma situação uma emergência veterinária, desde a notificação, atendimento e até a solução de uma suspeita de doenças em animais.

O sistema foi lançado dia 06 de dezembro de 2019 pelo Mapa. Segundo o diretor do Departamento de Saúde Animal (DSA), Geraldo Moraes, o sistema será integrado com todos os serviços de defesa agropecuária (federal, estadual e da iniciativa privada). Inicialmente, serão feitas notificações apenas de animais de produção (bovinos, suínos e aves, por exemplo), sem a inclusão de cães e gatos (animais domésticos). No futuro, poderão ser incluídos os animais aquáticos.

CLIQUE AQUI E ACESSE O E-SISBRAVET

Com o Sisbravet, cerca de 4.700 veterinários de todo país poderão abastecer o sistema com as informações sobre detecção e atendimento de doenças dos rebanhos com rapidez, evitando a rápida dispersão, reduzindo os custos para os produtores e o risco de perda de mercados externos. As notificações das suspeitas serão feitas online, colocando fim aos formulários de papel. Também poderão ser realizados estudos epidemiológicos e o gerenciamento da vigilância agropecuária do país.

O Sisbravet está preparado para receber notificações através de um link na página do Mapa e nos sites próprios de cada um dos órgãos executores de sanidade agropecuária (OESAS). As notificações serão direcionadas imediatamente às Unidades Veterinárias Locais (UVL) que atuam na área onde fica a propriedade com caso suspeito.

O sistema é integrado com a Plataforma de Gestão Agropecuária (PGA) para acesso de dados de cadastro e população animal, além de previsão de integração com o Hub Laboratorial, para acesso aos laudos de diagnóstico das doenças.

A ideia de criar o sistema surgiu após o registro de casos de febre aftosa, em 2005/2006, em Mato Grosso do Sul e no Paraná. A marca e-Sisbravet nasceu em 2007.

O secretário de Defesa Agropecuária, José Guilherme Leal, disse que o Sisbravet vai ampliar a capacidade, dar agilidade e agilizar as decisões da vigilância agropecuária, cada vez mais cobradas pelos mercados internacionais. “As coisas estão avançando, mas ainda com custos altos. O Sisbravet vai garantir um novo olhar para o Brasil nas negociações internacionais,” finalizou. O investimento para o desenvolvimento do Sisbravet foi de aproximadamente de R$ 2 milhões

ATENÇÃO!

Consulte a lista de doenças com notificação obrigatória ao Serviço Veterinário Oficial por meio da INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN) do Mapa n° 50, de 24 DE SETEMBRO DE 2013, disponível no ambiente do e-Sisbravet. A lista inclui todas as doenças e situações relacionadas às seguintes espécies: abelhas, aves, bovinos e bubalinos, camelídeos, equídeos, lagomorfos, ovinos, caprinos e suínos. Existe também a lista de doenças erradicadas ou nunca registradas no país, que requerem notificação imediata de caso suspeito ou diagnóstico laboratorial (múltiplas espécies). Fique atento!

Ocorrências de sinais clínicos de causa desconhecida ou mortalidade alta ou inesperada também devem ser notificadas imediatamente.

Em Goiás, a notificação pode também ser realizada por telefone, e-mail e/ou pessoalmente em qualquer unidade da Agrodefesa. O contato é (62) 3201-3576, do Núcleo de Epidemiologia e Emergência Sanitária da Gerência de Sanidade Animal da Agrodefesa e o e-mail é gesan@agrodefesa.go.gov.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0

Your Cart