Tratamento dentário veterinário sem anestesia?

odonto

Vídeo da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária (ABOV) esclarece que, para o correto procedimento de remoção de cálculo dental (popularmente conhecido como limpeza de tártaro),  é indispensavél a anestesiologia veterinária.

A revista Clínica Veterinária apóia todo procedimento que envolve o bem-estar animal e a excelência técnica.

Veja também dicas sobre saúde oral:
Segredos para conseguir higienizar a boca do seu pet
Escolhendo a escova e pasta-de-dentes para seu pet
http://www.abov.org.br/link-dicas.html

                             

Doença periodontal em cães e prevenção

(artigo publicado na Clínica Veterinária n. 89 novembro/dezembro – Ano XV, 2010, de autoria de Fábio Alessandro PieriMaria Aparecida S. Moreira.)

A doença periodontal é um processo que envolve a infecção e inflamação do tecido de suporte e proteção dos dentes e pode acarretar a sua perda. A placa bacteriana dental é reconhecida como o agente etiológico da doença. Dessa forma, conhecendo as estruturas periodontais, os microrganismos da placa bacteriana e a evolução da doença, pode-se estabelecer um plano preventivo envolvendo técnicas de escovação e aplicação de antissépticos. Tais substâncias, administradas ao animal por uso tópico ou adicionadas à composição de alimentos para cães, poderiam reduzir significativamente a incidência da afecção, que interfere de maneira importante na qualidade de vida dos animais e na sua convivência com seus donos.

Instruções aos autores para envio de artigos científicos: clique aqui

Um comentário em: “Tratamento dentário veterinário sem anestesia?

  1. A educação para a guarda responsavel já traz muito trabalho ao médico veterinário.
    Triste ver especialistas tendo que vir a público para esclarecer sobre procedimentos que estão sendo compartilhados com a comunidade pela internet de forma totalmente errônea.
    Parabéns ABOV! Seu esclarecimento é importante e denuncia serviços que não devem ser referência. Pelo contrário, deveriam ser punidos por imperícia…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *