Publicado em

Cores de gatos, saúde e genética

A análise citogenética é uma importante etapa no diagnóstico de animais com histórico de esterilidade ou infertilidade. Durante anos, os estudos cromossômicos foram indicados para as espécies de produção. Atualmente, a procura por tais análises em animais de companhia tem aumentado. Em gatos, a coloração da pelagem tortoiseshell apresenta predominância de pêlos pretos mesclados com pêlos brancos e laranja pelo corpo todo, e, na coloração denominada calico, essas três cores se apresentam como manchas independentes, com predominância da cor branca. Porém, todos esses padrões são restritos a fêmeas. É raro observar gatos machos tortoiseshell ou calico, fruto da ocorrência de aberrações cromossômicas.

Gato macho de 18 meses de idade apresentando a pelagem tortoiseshell
Gato macho de 18 meses de idade apresentando a pelagem tortoiseshell

No artigo científico “Aneuplodia de cromossomos sexuais em gato de pelagem tortoiseshell – relato de caso” publicado na Clínica Veterinária, Ano XXII, n. 126, p. 40-44, 2017, relata-se a análise cromossômica de um gato tortoiseshell com conjunto cromossômico diploide de 2n = 39, XXY, ou seja, um cromossomo X extra, semelhante ao que ocorre na síndrome de Klinefelter, em humanos.

Entenda mais sobre as cores dos gatos no artigo “A fascinante genética da cor dos gatos”

Seja assinante do acervo digital  e tenha acesso ao artigo “Aneuplodia de cromossomos sexuais em gato de pelagem tortoiseshell – relato de caso” e mais de 400 outros artigos científicos publicados em revista indexada no Web of Science – Zoological Record, CAB Abstracts e Latindex.

Instruções aos autores para envio de artigos científicos: clique aqui