Publicado em

Perfil da comercialização de animais de estimação não convencionais no município de Concórdia, Santa Catarina: uma visão acerca da sanidade e do bem-estar dos animais

Revista Clínica Veterinária – Bem-estar animal – Edição n. 122 maio/junho – Ano XXI, 2016

O objetivo deste estudo foi caracterizar o comércio de animais de estimação não convencionais em Concórdia, Santa Catarina. Doze estabelecimentos comercializavam animais ou alimentos, e nesses aplicou-se um questionário e realizou-se inspeção visual. Constatou-se que as aves são o grupo mais comercializado nos estabelecimentos visitados (77%), seguido por coelhos (55,5%), roedores (55,5%) e tigres d’água (44,4%). Adquiriam-se esses animais de criatórios legalizados ou informais e não realizavam-se quarentenas. Quanto à alimentação, esses estabelecimentos indicavam misturas de sementes para aves (91,7%) e roedores (83,3%), ração peletizada para coelhos (91,6%) e répteis (66,6%). Esses alimentos eram comercializados em embalagens próprias ou a granel.

Percebe-se que o conhecimento da manutenção dessas espécies ainda é pouco difundido, ficando evidente a necessidade de capacitação dos funcionários, principalmente por meio da atuação de médicos veterinários.

Unitermos: animais selvagens, comércio, saúde, nutrição.

EN: Characterization of the trade of unconventional pets in Concórdia, Santa Catarina, with emphasis on animal sanity and wellbeing

ES: Caracterización del comercio de mascotas no convencionales en la ciudad de Concórdia, Santa Catarina: una visión sobre la cordura y el bienestar de los animales

Autor(es): Mariele de Santi ; Ana Carolina Gonçalves dos Reis; Renata Assis Casagrande.

>>>> Leia na integra – Amostra digital

Instruções aos autores para envio de artigos científicos: clique aqui