Clínica Veterinária n. 112

R$ 30,00

PARASITOLOGIA: Giardia duodenalis: a complexa simplicidade parasitária – revisão de literatura
MEDICINA VETERINÁRIA LEGAL: Patologia veterinária forense: aplicação, aspectos técnicos e relevância em casos com potencial jurídico de óbito de animais
NUTRIÇÃO: Parâmetros clínicos e laboratoriais de cães obesos submetidos a restrição calórica para perda de peso
CARDIOLOGIA: Valvuloplastia mitral em um cão com degeneração valvar
ONCOLOGIA: Carcinoma de células de transição de pelve renal em uma cadela – relato de caso
CIRURGIA: Técnica de suspensão de brow no tratamento de entrópio em shar pei – relato de quatro casos

Descrição

Artigos científicos presentes na Clínica Veterinária n. 112, setembro/outubro/2014, ano XIX:

PARASITOLOGIA: Giardia duodenalis: a complexa simplicidade parasitária – revisão de literatura

Autores: Flavya Mendes-de-Almeida; Norma Labarthe

Resumo: O gênero Giardia é composto por várias espécies que infectam diferentes hospedeiros vertebrados, inclusive seres humanos, cães e gatos. Seu ciclo é simples e direto, e a via natural de infecção dos hospedeiros é pela ingestão de cistos na água, alimentos ou fezes. A maioria dos cães e dos gatos infectados não apresenta sinais clínicos, entretanto, quando houver manifestação clínica, a mais comum é a diarreia. Uma vez estabelecida, a infecção por G. duodenalis é dificilmente eliminada; logo, o objetivo do tratamento é, principalmente, a resolução da diarreia. O controle da infecção pode ser feito à base de compostos da classe dos nitroimidazóis, entre outros. Entretanto, o controle da infecção em assintomáticos visando à saúde pública não deve ser generalizado, uma vez que cães e gatos geralmente albergam genotipos que não são transmissíveis a outras espécies, e, portanto, não devem ser incluídos no ciclo de infecção humana por G. duodenalis.
Unitermos: infecção canina, infecção felina, saúde pública, giardíase, tratamento, diagnóstico


MEDICINA VETERINÁRIA LEGAL: Patologia veterinária forense: aplicação, aspectos técnicos e relevância em casos com potencial jurídico de óbito de animais

Autores: Fernanda Auciello Salvagni; Adriana de Siqueira; Anna Carolina B. Esteves Maria; Leonardo Pereira Mesquita; Paulo César Maiorka

Resumo: O aumento da conscientização de médicos veterinários e proprietários de animais quanto às consequências legais referentes à prática da medicina veterinária se reflete na crescente demanda pela medicina veterinária legal. A patologia forense é um instrumento valioso nessa área, sendo seu conhecimento essencial em casos de óbito de animais com suspeita de maus-tratos, negligência, intoxicações exógenas e erros médicos, dentre outros. As necrópsias com fins periciais apresentam diferenças quanto ao exame necroscópico tradicional, especialmente no registro e na documentação de lesões, tornando necessário o conhecimento das bases da patologia forense. O presente trabalho visa reunir e divulgar informações técnicas quanto à patologia forense veterinária e à realização de uma necrópsia documentada com fins periciais, a fim de auxiliar o médico veterinário frente a um caso com potencial jurídico de óbito animal.
Unitermos: medicina veterinária legal, necrópsia documentada, perícia


NUTRIÇÃO: Parâmetros clínicos e laboratoriais de cães obesos submetidos a restrição calórica para perda de peso

Autores: Isabelle Valente Neves; Jéssica Yasminne Bernardo Lima; Édson Fernando Mariz Alves; Maria Luiza Farias Lima; Fabiano Séllos Costa

Resumo: A obesidade é uma doença nutricional comum nos cães, podendo levar à diminuição da longevidade e ao desenvolvimento de doenças secundárias. Neste estudo foi realizada a restrição calórica para perda de peso durante quatro meses em doze cães obesos. Nos quais foram avaliados os parâmetros clínicos, nutricionais e laboratoriais. Observou-se diminuição significativa do peso corporal, do percentual de gordura e de medidas morfométricas. Laboratorialmente, verificou-se hipercolesterolemia e hiper­trigliceridemia no momento inicial, com significativa diminuição do colesterol total e da fração LDL no momento final. Houve aumento significativo da ureia sérica no momento final, mas não dos níveis de creatinina. Os demais parâmetros laboratoriais avaliados não apresentaram variações significativas no período experimental. Pode-se concluir que houve significativa diminuição do peso nos animais submetidos a restrição calórica, assim como a manutenção da perda de peso semanal entre 1 e 2% e que eles permaneceram saudáveis após o período experimental.
Unitermos: obesidade, emagrecimento, dieta, fenômenos fisiológicos da nutrição, canina


CARDIOLOGIA: Valvuloplastia mitral em um cão com degeneração valvar

Autores: James Newton B. M. de Andrade; Luiz Fernando Leão; Diogo da Motta Ferreira; Rosália Ramos; Patrícia M. Pacheco Candiotto; Marthin Raboch Lempek; George Ronald Soncini da Rosa

Resumo: A degeneração mixomatosa da valva mitral é a cardiopatia mais frequente em cães. Sua evolução é lenta, progredindo para insuficiência cardíaca congestiva, sendo esta a principal complicação da enfermidade. A terapêutica farmacológica apenas reduz o avanço da insuficiência cardíaca, e a única forma de impedir a progressão da doença é a intervenção cirúrgica. O objetivo deste trabalho é relatar um caso de valvuloplastia mitral por reparo margem a margem, associada a plicatura comissural, com circulação extracorpórea em um canino com doença valvar. O presente relato descreve a técnica cirúrgica utilizada, bem como o pré, trans e pós-operatório, demonstrando a eficácia da técnica e reiterando a intervenção cirúrgica como possibilidade terapêutica para pacientes com insuficiência cardíaca congestiva devido a degeneração valvar.
Unitermos: canino, endocardiose, cirurgia cardíaca


ONCOLOGIA: Carcinoma de células de transição de pelve renal em uma cadela – relato de caso

Autores: Carla Simone Soares; Danielle Almeida Zanini; Marjorie Takiy Ikehara; Ana Paula L. de Moraes Oliveira

Resumo: Em cães, os tumores renais primários são raros, sendo mais frequentes os carcinomas renais. Os tumores renais podem ser classificados segundo sua origem como tubular renal, nefroblásticos, não epiteliais e de células de transição. Este último tipo pode se originar tanto no ureter quanto na pelve renal. O objetivo deste trabalho é relatar um caso de uma fêmea da espécie canina, SRD, de nove anos de idade, não castrada, atendida no setor de cirurgia de um Hospital Veterinário Escola. Ao exame ultrassonográfico de abdômen, visibilizou-se uma massa em região mesogástrica direita. O ovário e o rim direitos não foram visualizados. A paciente foi submetida a laparotomia exploratória, seguida de nefrectomia e ovariossalpingo-histerectomia. O exame histopatológico da formação confirmou o diagnóstico de carcinoma de células de transição de pelve renal.
Unitermos: cão, rim, neoplasia


CIRURGIA: Técnica de suspensão de brow no tratamento de entrópio em shar pei – relato de quatro casos

Autores: Kelly Cristine de Sousa Pontes; Tatiana Schmitz Duarte; Luis Eugênio Franklin Augusto; André de Paula Monteiro Resende

Resumo: A técnica de suspensão de brow é a preferida para a correção de entrópio em cães da raça shar pei. Porém, a técnica cirúrgica é pouco ilustrada na literatura, e os resultados de sua utilização são raramente descritos, o que pode fazer com que seu emprego seja escasso na rotina cirúrgica. Este relato tem como objetivo descrever a técnica de suspensão de brow de forma simples e ilustrada, associada ou não à técnica de Hotz Celsus, além dos achados pós-operatórios, quando aplicada em quatro cadelas da raça shar pei. Houve sucesso em dois dos casos relatados, e nos outros ocorreu recidiva. A técnica de suspensão de brow acentua as características da raça shar pei, tão desejadas pelos proprietários. Porém, podem ocorrer recidivas.
Unitermos: cães, cirurgia, pálpebras


Artigos de opinião

Animais selvagens
• Sistema Urubu de coleta de dados de atropelamento da fauna selvagem
• A medicina veterinária de animais selvagens e o Dr. Fowler

Bem-estar animal
• Declaração de Curitiba segue exemplo da Declaração de Cambridge
• Incentivo ao uso de métodos alternativos no ensino

Medicina veterinária do coletivo
• Castração pediátrica
• Maus-tratos aos animais e violência à mulher, à criança e ao idoso: existe elo entre eles?

Saúde pública
• Qual a estratégia eficiente para o controle da LVC?

Pet food
• Benefícios do EPA e DHA na saúde de cães e gatos

Medicina veterinária legal
• A triste história de um leão chamado Rawell

Gestão, marketing e estratégia
• Simples Nacional: de solução a decepção…?
• Clientes de valor inestimável. Quanto custam?

Mercado pet
• Quer fidelizar? Invista em relacionamento

Pesquisa
• Pesquisa detecta bactérias e fungos em 62,5% dos passarinhos traficados




Informação adicional

Peso 434 g
Dimensões 28 x 21 x 0.5 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Clínica Veterinária n. 112”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por favor aguarde...

Inscreva-se na nossa Newsletter!

Você gostaria de manter-se atualizado com os eventos veterinários nacionais e internacionais mais importantes? Digite o seu endereço de e-mail e nome abaixo e receba updates que deveriam estar no calendário de qualquer veterinário!