Publicado em

Neurologia canina e felina – guia prático

Lançamento previsto para abril de 2017

Adquira seu livro: Neurologia Canina e felina – guia prático

“Neurologia canina e felina –guia prático” é uma obra amplamente  atualizada, com foco no manejo  de casos neurológicos de cães e gatos. A nova edição inclui capítulos sobre diagnóstico diferencial, distúrbios do movimento e ressonância magnética. Acompanha também acervo de vídeos de distúrbios neurológicos específicos em um novo website, sendo um dos vídeos, um  guia sobre como realizar exames neurológicos. Esta edição revisada continua a tradição de providenciar informação neurológica detalhada em um formato lógico, organizado e acessível, ideal ao veterinário estudante, profissional ou especialista.

A apresentação de todo o conteúdo conta também com a inclusão de tabelas e gráficos, incentivando e valorizando os recursos visuais. Novos desenhos de procedimentos foram adicionados aos capítulos, bem como adição/substituição de fotos de alta qualidade. É uma obra essencial para a ser adicionada à biblioteca de todos os interessados em estudar o diagnóstico e o tratamento de cães e gatos com distúrbios neurológicos.

  • Providência informação compreensiva para diagnóstico e tratamento de condições neurológicas.
  • Impresso pela primeira vez em cor, com cerca de 400 imagens incorporadas na nova edição
  • Oferece novos capítulos sobre diagnostico diferencial, ressonância magnética e distúrbios do movimento
  • Mantém a estrutura lógica e agradável de estudo das edições anteriores
  • Inclui acesso a vídeo clipes  específicos de distúrbios e videos demonstrando como fazer avaliações neurológicas online e um link ao atlas digital do cérebro canino

Curtis Wells Dewey, DVM, MS, DACVIM (Neurologia), DACVS.
Section Chief of Neurology Associate Professor (neurologia e neurocirurgia ) – Cornell University College of Veterinary Medicine, Ithaca, New York, USA.

Ronaldo Casimiro da Costa, DMV, MSc, PhD, Dipl. ACVIM
Associate Professor (neurologia) Service Head (neurologia e neurocirurgia) – Department of Veterinary Clinical Sciences – College of Veterinary Medicine, The Ohio State University ,  Columbus, Ohio, USA.

Publicado em

Mazzanti no CBA2016

Fraturas e luxações vertebrais e doença de disco intervertebral em cães – Adianta operar após 48 horas sem nocicepção (dor profunda): temas que Alexandre Mazzanti irá abordar em palestras no Congresso Brasileiro da Anclivepa (CBA2016).

Atualmente, Alexandre Mazzanti é  Professor Associado I na Universidade Federal de Santa Maria, RS.

Na graduação, ministra as disciplinas de Técnica Cirúrgica Veterinária e de Ortopedia, Traumatologia e Reabilitação.

Na pós-graduação ministra as disciplinas de Tópicos básicos em neurologia, Tópicos avançados em neurologia e Seminário em Cirurgia Experimental.

Participa da rotina hospitalar do HVU-UFSM, realizando atendimento de casos clínicos e cirúrgicos em neurologia e reabilitação de cães e gatos com afecções ortopédicas e neurológicas.

Literatura publicada na revista Clínica Veterinária

Doença vestibular em gatos – revisão de literatura
Clínica Veterinária,  n. 113, novembro/dezembro – Ano XIX, 2014

Enxertos cutâneos no reparo tecidual de lesão do membro pélvico de um cão
Clínica Veterinária n. 83, novembro/dezembro – Ano XIV, 2009

Instabilidade atlantoaxial em cães: revisão de literatura
Clínica Veterinária  n. 76, setembro/outubro – Ano XIII, 2008

Meningoencefalomielite granulomatosa em cães
Clínica Veterinária n. 68, maio/junho – Ano XII, 2007

Acesse o acervo digital da revista Clínica Veterinária e tenha acesso aos artigo completos.

Clínica Veterinária – revista de educação continuada para clínicos veterinários de pequenos animais indexada no ISI Web of Science – Zoological Records, Latindex e CAB Abstracts. Classificação Qualis: B4

CBA2016
CBA2016O Congresso Brasileiro da Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (ANCLIVEPA) de 2016 acontece no Centro de Convenções de Goiânia-GO, entre os dias 12 e 14 de maio de 2016. Confira a programação científica completa do Congresso Brasileiro da Anclivepa (CBA2016). O maior evento de clínicos veterinários de pequenos animais vai acontecer no coração do cerrado! Participe e compartilhe! http://www.anclivepa2016.com.br

Instruções ao autores para envio de artigos científicos: clique aqui

 

Publicado em

Fraturas e luxações vertebrais em cães

O exame radiográfico é conveniente para o diagnóstico das fraturas e luxações vertebrais em 100% dos casos, mas sem permitir a visibilização de todas as alterações ósseas existentes, principalmente as localizadas nos compartimentos dorsal e médio.
Recomenda-se a realização de outros exames de imagem, quando disponíveis, para a determinação precisa de todas as alterações ósseas existentes nos casos das fraturas e luxações vertebrais, mesmo nos que possam ser diagnosticados apenas com radiografias convencionais.

Em todos os casos de fraturas e luxações vertebrais deve-se solicitar o exame radiográfico de todas as regiões vertebrais.

Fraturas e luxação vertebral entre vértebras T13-L1 (seta branca), apresentando ainda fratura dos processos espinhosos de L2 e L3 (seta vermelha e amarela respectivamente): imagem radiográfica de cão
Imagem radiográfica de cão com fratura e luxação vertebral entre T13-L1 (seta branca), apresentando ainda fratura dos processos espinhosos de L2 e L3 (seta vermelha e amarela respectivamente)
Fraturas por impactação do corpo da vertebra L1, em cão: imagem radiográfica na projeção lateral
Imagem radiográfica de fratura por impactação do corpo de L1, em cão, na projeção lateral
Fraturas por impactação do corpo da vertebra L1, em cão: imagem radiográfica na projeção ventro-dorsal
Imagem radiográfica de fratura por impactação do corpo de L1, em cão, na projeção e ventro-dorsal
Fraturas vertebrais em cão: imagem tomográfica (corte sagital) demonstrando a presença de fragmento ósseo no interior do ca­nal vertebral não visibilizada no exame radiográfico simples
Imagem tomográfica da fratura (corte sagital), demonstrando a presença de fragmento ósseo no interior do ca­nal vertebral não visibilizada no exame radiográfico simples
Fraturas vertebrais em cão: imagem tomográfica (corte transversal) demonstrando a presença de fragmento ósseo no interior do ca­nal vertebral não visibilizada no exame radiográfico simples
Imagem tomográfica da fratura (corte transversal), demonstrando a presença de fragmento ósseo no interior do ca­nal vertebral não visibilizada no exame radiográfico simples
fraturas vertebrais em cão: Imagem tomográfica (corte dorsal) demonstrando a presença de fragmento ósseo no interior do ca­nal vertebral não visibilizada no exame radiográfico simples
Imagem tomográfica da fratura (corte dorsal), demonstrando a presença de fragmento ósseo no interior do ca­nal vertebral não visibilizada no exame radiográfico simples
Fraturas vertebrais em cão: reconstrução tridimensional
Reconstrução tridimensional da fratura vertebral em cão
Fraturas vertebrais em cão: reconstrução tridimensional
Reconstrução tridimensional da fratura vertebral em cão

Clínica Veterinária – revista de educação continuada para clínicos veterinários de pequenos animais indexada no ISI Web of Science – Zoological Records, Latindex e CAB Abstracts. Classificação Qualis: B4

Instruções ao autores para envio de artigos científicos: clique aqui